LOGÍSTICA REVERSA ADOTADA POR UMA FÁBRICA DE BATERIAS AUTOMOTIVAS: UM ESTUDO DE CASO

Maria do Socorro Ferreira dos Santos, Samuel Melo Lima

Resumo


A expansão e a facilidade que tem o mercado automobilístico faz com que os consumidores comprem cada vez mais carros e consequentemente adquiram mais peças, como as baterias automotivas, porém nem todos os participantes desta cadeia possuem conhecimento sobre o descarte adequado deste tipo de produto. Diante desta problemática, o presente trabalho avaliou o processo de logística reversa das baterias de uma grande empresa do ramo que tem filial em Teresina-PI, tendo como base a Política Nacional dos Resíduos Sólidos e as resoluções 257 e 401 do Conselho Nacional do Meio Ambiente. Quanto aos aspectos metodológicos, este estudo constitui-se uma pesquisa com caráter qualitativo, de cunho principalmente, descritivo e que, para sua execução, utilizou-se de questionários, escala de Likert e entrevistas estruturadas e realizadas junto à fábrica de baterias, distribuidora e revendedoras do produto. Este trabalho também é resultado de pesquisa em fontes bibliográficas tais como livros, documentos e artigos referentes ao tema em discussão, além de utilizar-se de observação in loco. Os resultados mostraram que a o fluxo reverso da empresa é composto por quatro componentes e a empresa atende parcialmente as legislações pertinentes. Hoje, a organização possui uma padronização de processos dentro da empresa, entretanto é nítida a falha do poder público no que diz respeito à fiscalização da distribuidora e das revendedoras.

Palavras-chave


Logística reversa. Baterias Automotivas. Resíduos Sólidos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833