LOGÍSTICA REVERSA DOS PNEUS INSERVÍVEIS EM PETROLINA/PE E O PAPEL DOS PRINCIPAIS AGENTES DA CADEIA

Jessica Taynara de Lima Azevedo, Vivianni Marques Leite dos Santos, Francisco Ricardo Duarte

Resumo


Grande parte dos descartes indevidos de resíduos se configura como agressão ambiental e questão sanitária, colocando em risco a saúde pública. Os pneus, por sua vez, ocupam papel de destaque na discussão dos impactos reais causados ao meio ambiente. Este artigo objetivou analisar o sistema de logística reversa dos pneus inservíveis em Petrolina/PE e o papel dos principais agentes da cadeia, atentando-se ao atendimento da Resolução Normativa CONAMA Nº 416/2009. Mediante a natureza da pesquisa, os métodos adotados foram à pesquisa quali-quantitativa, exploratória e de campo. Os resultados apontaram que os grandes responsáveis pela destinação da maior parte dos pneus inservíveis são a Prefeitura Municipal de Petrolina/PE, a CTRP S/A e a Organização Recliclanip que, em conjunto, destinaram até fevereiro de 2016, mais de 386,16 toneladas de pneus. Todavia, apesar do município estar bem à frente no tocante ao gerenciamento do descarte dos pneus inservíveis, quando comparada a cidades do mesmo porte, há vícios enraizados na cultura local que impossibilitam um processo de destinação mais rápido e eficiente. Constataram-se percentuais iguais ou superiores a 50% referentes à proporção de clientes que levam os pneus usados após a troca, chegando, em um dos casos, a 100%. Isso posto, há necessidade de criar mecanismos de controle e fiscalização mais eficientes, frente aos revendedores e comerciantes de pneus na cidade, assim como, promover a conscientização, articulação e comprometimento de todos os agentes da cadeia, mesmo os menos favorecidos de recursos e/ou informações, tais como os borracheiros, sucateiros e consumidores finais.

Palavras-chave


Logística reversa. Pneus inservíveis. Gestão de resíduos sólidos. Meio ambiente.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833