TRABALHO E SAÚDE: A CONSTRUÇÃO DE UMA POLÍTICA REGIONAL DE SAÚDE DOS TRABALHADORES NA VISÃO DOS REPRESENTANTES DOS TRABALHADORES E DE EMPRESÁRIOS

Luciane Maria Schmidt Alves, Marco André Cadoná, Suzane Beatriz Frantz Krug

Resumo


Este estudo analisou o processo de construção da política regional de saúde dos trabalhadores na perspectiva dos representantes dos trabalhadores e empresários. Optou-se por entrevistar representantes do movimento sindical e dos empresários em um total de sete sujeitos da Região 28 de Saúde do Rio Grande do Sul. Os dados foram analisados seguindo o marco teórico e metodológico do materialismo histórico e dialético e discutidos com base na análise temática. Tanto os representes sindicais quanto os empresários percebem a diminuição de empregos formais; quem permanece empregado sofre pressão por produtividade; identificam o estresse e o sofrimento psíquico como principais agravos relacionados ao trabalho. Os sindicalistas ressaltam a importância dos serviços especializados em saúde do trabalhador na rede pública, inclusive participaram da sua elaboração A limitada participação do controle social no SUS contribui para a desvalorização da política de saúde do trabalhador na região. Quanto às percepções dos representantes empresariais, a ampliação dos recursos tecnológicos e da automatização não acontece da mesma forma em todos os setores produtivos da região. Demonstraram desconhecimento sobre a dimensão conceitual do campo da saúde do trabalhador, considerando aspectos ligados ao campo da saúde ocupacional como forma de fazer saúde nas empresas. Enquanto os espaços de trabalho (empresa) e de saúde (SUS) permanecerem com conceitos distintos não haverá efetividade na relação trabalho e saúde.

Palavras-chave


do Trabalhador. Políticas Públicas. Sistema Único de Saúde. Desenvolvimento Regional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833