UM OLHAR PARA ALTAS HABILIDADES/ SUPERDOTAÇÃO E HABILIDADES SOCIAIS NA SAÚDE MENTAL E MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA

Autores

  • Aline Carolina Bassoli Barbosa UNESP Bauru
  • Vera Lucia Messias Fialho Capellini UNESP
  • Alessandra Turini Bolsoni-Silva UNESP

Resumo

O estudo de altas habilidades/superdotação se desenvolveu de forma significativa por meio de pesquisas científicas atuais com esse seguimento. Estudos correlacionam as habilidades acima da média com a presença de indicadores clínicos de saúde mental como ansiedade e depressão, bem como déficits em habilidades sociais. Diante da possibilidade de realizar treinamento para desenvolvimento de comportamentos socialmente habilidosos e tendo em vista que tais aspectos proporcionam ao indivíduo fatores de proteção e bem-estar psicológico, o presente ensaio visa a reflexão dos benefícios que um treinamento em habilidades sociais pode proporcionar na qualidade de vida e na saúde mental desses indivíduos. Foram analisados estudos com este seguimento e por meio desta intervenção identificou-se melhoras nos indicadores clínicos de saúde mental desta população.

Biografia do Autor

Vera Lucia Messias Fialho Capellini, UNESP

Professora Pesquisadora Produtividade (CNPQ-2019-2021).Graduada em Pedagogia pela Universidade Metodista de Piracicaba (1991), Mestrado (2001) e Doutorado (2004) em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos. Realizou em 2012 Pós-Doutorado na Universidade de Alcalá- Espanha, a partir do qual defendeu sua Livre docência em Educação Inclusiva em 2014. Profa. Adjunto do Depto de Educação, do Programa de Pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem e do Programa de Mestrado Profissional em Docência para a Educação Básica, da FC/ UNESP- Bauru. Diretora da Faculdade de Ciências - FC/UNESP-Bauru (2021-2025). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em formação inicial e continuada de professores, prática de ensino, inclusão escolar e avaliação educacional. Líder do Grupo de Pesquisa: A inclusão da pessoa com deficiência, TGD e superdotação e os contextos de aprendizagem e desenvolvimento. É membro do Observatório Internacional de Inclusão, Interculturalidade e Inovação pedagógica (OIIIIPe); ambos cadastrados no CNPQ. Presidente da comissão organizadora do I,II,III,IV e V Congresso Brasileiro de Educação da UNESP de Bauru. Coordenou o Curso de Aperfeiçoamento em Práticas Educacionais Inclusivas em parceria com o Ministério da Educação de 2008 a 2013. Coordenou seis cursos de Especialização da Educação Especial do Redefor, em parceria com SEE/SP e com a SME/SP. Foi Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial- ABPEE (2017-2021) e atualmente é tesoureira suplente. http://orcid.org/0000-0002-6238-8624.

Alessandra Turini Bolsoni-Silva, UNESP

Alessandra Turini Bolsoni-Silva, possui graduação em Formação de Psicólogo pela Universidade Federal de São Carlos (1999), Graduação em Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal de São Carlos (1997), Mestrado em Educação Especial (Educação do Indivíduo Especial) pela Universidade Federal de São Carlos (2000) e Doutorado em Psicologia pela Universidade de São Paulo (2003). A docente possui Pós-Doutorado pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, da Universidade de São Paulo (2009) e Livre Docente (Adjunto 3) em Psicologia Clínica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp-Bauru). Atualmente é Professora Associada (Livre Docência) em Psicologia Clínica da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Bauru), lecionando no curso de Psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem. Encontra-se entre os pesquisadores listados em AD World Scientific Index - Latin American Top 10.000 Scientists (2021; 2022). Tem experiência na área de Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: análise aplicada do comportamento, habilidades sociais, problemas de comportamento, habilidades sociais educativas, relacionamento pais-filhos, relacionamento professor-aluno, relacionamento conjugal, depressão e ansiedade, avaliação e terapia analítico comportamental. Participa de dois Grupos de Pesquisa Cnpq: Relações Interpessoais e Habilidades Sociais (Coord. Profa. Dra. Zilda Ap. Pereira Del Prette) e REDETAC - Rede de colaboração interinstitucional para a pesquisa e o desenvolvimento das Terapias Analítico-Comportamentais (Coord. Prof. Dr. Denis Zamignani). Coordena o Grupo de Pesquisa CNPq GEPEACAHS - Grupo de estudos e pesquisas na Análise do Comportamento Aplicada e Habilidades Sociais. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Anpepp Relações Interpessoais e Competência Social. A docente é Bolsista Produtividade 1D do CNPq. Supervisora em Terapia Analítico-Comportamental. Editora Associada da Revista Perspectivas em Análise do Comportamento. Conselho Editorial da Revista Brasileira De Terapia Comportamental E Cognitiva. 

Downloads

Publicado

31.07.2022

Como Citar

Bassoli Barbosa, A. C., Capellini, V. L. M. F., & Bolsoni-Silva, A. T. . (2022). UM OLHAR PARA ALTAS HABILIDADES/ SUPERDOTAÇÃO E HABILIDADES SOCIAIS NA SAÚDE MENTAL E MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA. Latin American Journal of Business Management, 13(1). Recuperado de https://lajbm.com.br/index.php/journal/article/view/694

Edição

Seção

Artigos