EDUCAÇÃO CAMPESINA: CURRÍCULO, IDENTIDADE E DIVERSIDADE CULTURAL DA ESCOLA MUNICIPAL OZIEL ALVES DE AÇAILÂNDIA/MA

Karla Janys Lima Nascimento, Lourival da Cruz Galvão Junior, Edson Aparecida de Araujo Querido Oliveira

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar se o currículo ofertado pela Escola Municipal Oziel Alves, escola campesina do município de Açailândia/MA, atende às características da vida no campo e se contempla o currículo social da comunidade em que os alunos estão inseridos. O currículo educacional é entendido como o conjunto de intenções que permeia todo o ambiente escolar, bem como as interações deste com a comunidade ao seu entorno. No entanto, questiona-se se é possível ofertar um currículo educacional para uma escola campesina, articulando-o a vida dos alunos de forma que a reafirme suas identidades e diferenças culturais. Como procedimento metodológico optou-se pela pesquisa qualitativa pelo fato desta não se preocupar com a representatividade numérica, mas com o aprofundamento da compreensão de um grupo social ou de uma organização. Na análise dos dados optou-se pela análise do discurso com base em Michel Foucault, considerando que suas preocupações problematizam as práticas discursivas implicadas nas relações de poder estabelecidas na sociedade. A investigação na Escola Municipal Oziel Alves verificou que a atuação de profissionais que cursaram Licenciatura em Educação do Campo oportuniza aos educandos práticas pedagógicas que valorizam a cultura local, pela qual os saberes campesinos são incorporados ao currículo escolar de modo integrado.

Palavras-chave


Currículo. Currículo Social. Educação do Campo. Saberes Campesinos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833